24 maio 2013

De quem é a culpa?




Que besteira tentar colocar a responsabilidade da sua felicidade nas atitudes de alguém.
Você escolhe o que quer para sua vida, bem como quem você quer e por quanto tempo.

Atraso de vida tentar achar que tudo que acontece de triste, desde o dia nublado até a última lágrima derramada, é culpa da outra pessoa. Por que na verdade, ela está vivendo, vivendo a vida dela, independente de como você a enxergue. Esse é o ponto, por que esperar a mesma doação e entrega, quando você sabe que não vai vir... Sabe por quê? É você quem está errado!

Está errado em ficar em casa esperando uma visita ou até mesmo um telefonema que não vai acontecer, porque a pessoa já está lá fora fazendo algo que ela julga mais importante no momento. Errado em abandonar amigos e oportunidades, só porque a outra pessoa te faz acreditar que ao lado dela “Já basta”.

A verdade, é que para você, tudo está uma verdadeira droga. As desconfianças não somem, o medo continua, a solidão vive batendo na porta e a vontade de provar que você merece muito mais vive grudado em você. Bom, para a outra pessoa, tudo isso às vezes nem é percebido ou digno de ser levado em consideração.

Se arrume, se perfume, saia sozinho. Você vai se surpreender com as coisas que vai descobrir e sentir. Mas vai tranquilo, sem expectativas, somente para curtir a sua companhia. As vezes você tem a sorte de reencontrar antigos amigos, começar um novo circulo de convívio e perceber que é capaz de andar sozinho tranquilamente.

Boa sorte!
Saia do lugar, mude, viva para você e SEJA FELIZ!!!

By Tassya Bastos

23 maio 2013





Esse silêncio não poderia estar fazendo mais barulho que agora...
Tantas coisas passam pela cabeça. Dúvidas, angustias, medos, vontade de tomar um postura. Junto minhas forças e fujo dos espelhos. Não quero ninguém me lembrando que preciso ser coerente e manter a mente no lugar . Quero enlouquecer, desequilibrar.
Me jogo numa multidão de confusão e não quero pensar em nada além do que eu vim fazer aqui. O que estou fazendo aqui? Por que? Só me resta continuar perdida e convencida de que em algum momento alguém virá me salvar. Será?