20 maio 2011

Perfeitos Estranhos



Vocês se conhecem, ficam juntos, se apaixonam, decidem namorar e por algum motivo que não vem ao caso agora, o amor acaba.

Na verdade, nem sempre que um relacionamento chega ao fim, significa que o amor acabou. Pelo contrário, às vezes é exatamente com o fim de um relacionamento que você percebe o quanto, verdadeiramente, ama aquela pessoa. Porém, um relacionamento não é construído somente por momentos bons e por mais que você goste dele, o fim do relacionamento é inevitável.

Independente do tempo que ficaram juntos, todo casal cria um grau de intimidade que se torna a identidade deles. Um relacionamento jamais será igual ao anterior, pois se trata de outra pessoa construindo uma nova história com você.
Os apelidos, as brincadeiras, os carinhos, os lugares preferidos, os passeios, as famílias, e até mesmo os amigos, são diferentes de alguma forma. Tudo é construído a partir das características que cada um acrescenta ao relacionamento. As experiências são vividas de acordo com a maturidade do casal e compatível com o momento de suas vidas.
 Afinal, não adianta querer um namoro de adolescentes no colegial, quando se tem mais de 20 anos de idade, um monte de responsabilidades e compromissos que a vida de adulto impõe diariamente. Por esse motivo, não se iludam! Ninguém continua da mesma forma depois que um relacionamento termina. A bagagem é grande e pesada, é necessário se fortalecer para poder carregá-la.

Tanto blábláblá só para dizer que é super normal você reparar que seu ex está “diferente”.
A música que ele odiava, agora é ouvida no volume máximo dentro do carro. O show que você era doida para ir e ele barrava, agora depois de solteiro, está comprado desde o inicio da divulgação. Detalhe: O camarote!
Você ficou sabendo que ele passou a comer comida japonesa, assistir a filmes românticos com uma piriguete qualquer, ir à boate justamente na noite que o DJ só toca funk e para completar, ele ainda dançava a noite inteira descendo até o chão.
Filho da mãe!!!
Se fosse só isso, ok! Porém, o dito cujo mudou o estilo de se vestir, passou a andar esquisito e a última vez que você falou com ele, por acaso, sem querer, nada planejado, até a voz dele estava mudada.

Pois é, um completo estranho. Você ainda se pergunta o que te deu na cabeça para se interessar por ele! Você ainda se pergunta o que te faz ainda gostar dele!
Bom, não existe fórmula pronta para o esquecimento. Tipo: tomou, passou!
Até porque se você ficar pensando nisso, estará pensando nele e de certa forma alimentando esse amor bandido que ainda carrega no peito.

Eu sugiro mudanças... Simples assim!!!
Porém é necessário coragem, um pouco de dinheiro e amigas solteiras animadas para fechar o pacote.
Compre roupas novas, mude o visual, saia de casa nem que seja para ir à casa da sua amiga comer brigadeiro de panela e assistir “Ghost - Do outro lada da vida”. Vá a festas, shows e micaretas somente para se divertir. Nada de sair querendo ficar com qualquer um! Valoriza-se. Passe a se conhecer melhor e conhecer mais pessoas. Aumente o círculo de amizades, conheça novos lugares, aprenda a fazer alguma coisa que sempre teve curiosidade. Estude mais, trabalhe mais e cuide mais de você!

Você pode até não reconhecer o carinha que até um tempo atrás vivia lado-a-lado com você. Mas quem disse que você quer continuar levando a mesma vidinha?
Sem contar que vai ser maravilhoso, assistir de camarote a reação dele quando te encontrar. Duvido que ele não vá ficar curioso para conhecer a “nova você”!

Tassya.

______________________________________________________________

Gente, caso queiram mandar sugestões, elogios ou críticas, enviem um e-mail para: tassya.bastos@gmail.com. Estarei lendo e respondendo.
Obrigada pela visita! ;)


Tenham um ótimo final de semana!

Nenhum comentário: