19 maio 2011

Amiga da Noiva



Qual mulher não sonha em se casar?

Um vestido branco, tratamento especial digna de princesa, todas as atenções voltadas para ela e um homem apaixonado com cara de bobo esperando no altar.

Seria lindo e perfeito se tudo se resumisse nas duas linhas escritas acima. O que poucas sonhadoras sabem, é que casar é difícil pra caramba. Um tiro no escuro! Nunca casei, nunca fui noiva, nunca planejei um casamento. Porém, já participei dos preparativos de pelo menos três, a parte mais complexa e desgastante de todo o evento. Fui convidada para ser madrinha, mas não me colocava em um pedestal, eu fazia (e faço) questão de descer do salto e colocar a mão na massa... Literalmente!

Já ajudei a escolher o vestido certo que valoriza-se a noiva faltando somente duas semanas para o casamento. Já participei do orçamento, das contas e cuidei até da agenda de pelo menos duas noivas. Ajudei na confecção das lembrancinhas, dos docinhos e até dos bem-casados (eu disse que colocava a mão na massa). Já escrevi em convites e dei ideias que pudessem ajudar na hora da escolha da decoração. Maquiei a noiva no dia do seu casamento. Sem contar as inúmeras noites em claro que passei tentando resolver a disposição das mesas, conferindo a lista de convidados/convites entregues e escutando o desabafo desesperados das minhas amigas noivinhas.

O melhor de tudo é participar de um sonho que não é meu. É poder ajudar na hora de realiza-lo, fazendo com que elas curtam o momento, fiquem calmas e até se divirtam! É poder hoje olhar para trás e perceber que na época eu aprendi muito com elas, mas também ensinei. É um laço de amizade que só cresce e fica mais forte. É ter a certeza que participei de verdade de um momento especial de suas vidas, que fui muito além de amiga/madrinha, eu fui companheira e irmã.

A emoção de assistir a entrada delas na Igreja é inexplicável. É um orgulho tão grande que o coração parece que faz parte da orquestra. É olhar nos olhos de cada uma, enquanto passam lindas e majestosas pelo tapete que as conduzem para uma nova realidade, e enxergar neles o agradecimento e a cumplicidade!

Para realizar esse sonho elas precisaram correr contra o tempo, suar a camisa, pesquisar preços, organizar o dia, cuidar da pele e do corpo, pensar na casa que tem que ficar pelo menos habitável, se despedir da casa que foi só sua e dar boas-vindas para a nova vida que se inicia. Tudo isso é muito cansativo e desgastante... E sinceramente, não sei se quero me casar tão cedo, pois fui conhecendo a realidade por trás do sonho. Porém, fiquem tranquilas, o sonho ainda vive aqui dentro de mim e um dia também desfilarei pelo tapete e como presente de casamento quero encontrar todas me esperando lindas no altar.

Tenho imenso orgulho de ser amiga e madrinha das mulheres mais espetaculares que já me foram apresentadas. Faço votos de eterna felicidade e prosperidade!
Saibam que se um dia precisarem de uma madrinha que saiba trocar fraldas, fazer mamadeiras e colocar para dormir, também estarei a disposição dos filhotes de vocês.

Amo muito cada uma!
Para as afilhadas presentes e futuras.

Tassya.

Um comentário:

Luz disse...

Quero poder retribuir cada gesto que faz por mim... como é bom vc ser minha madrinha, como é bom ter vc como amiga...Ogrigadonaaa rs por tudo amiga-companheira e madrinha :0